Projeto do MP é finalista do Prêmio CNMP 2022

O projeto ‘Cegonha: Efetivando a Dignidade’ passou para a fase final do Prêmio Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) 2022. A lista com os 27 projetos finalistas foi divulgada na última quarta-feira, 21. O Projeto Cegonha, coordenado pela promotora de Justiça Juliana Rocha, disputou com mais de 500 iniciativas de unidades e ramos do Ministério Público brasileiro habilitadas a concorrer ao prêmio, que está na 10ª edição.

Concorrendo na categoria ‘Fiscalização de políticas e recursos públicos’, o projeto tem como objetivo induzir a redução da morbimortalidade materna e infantil na Bahia por meio do acompanhamento, pelo Ministério Público, da efetivação da assistência à saúde de qualidade voltada às gestantes, parturientes e recém-nascidos.

A iniciativa busca promover medidas extrajudiciais ou judiciais para garantir a qualidade da atenção básica de saúde na Bahia e vencer os desafios de melhoria da qualidade na prestação de serviços, como falhas quanto à cobertura no pré-natal, captação precoce da gestante, com realização da primeira consulta de pré-natal, realização de testes rápidos para diagnósticos de HIV, sífilis e outros doenças, além da vinculação de UBS às maternidades.

A ordem dos vencedores será anunciada no dia 30 de novembro, em cerimônia a ser realizada na sede da Escola Superior do Ministério Público da União (ESMPU), em Brasília. O Prêmio CNMP é uma iniciativa que tem como objetivo dar visibilidade aos projetos do Ministério Público brasileiro que mais se destacaram na concretização dos objetivos do Planejamento Estratégico Nacional do MP.

Redator: 

Ian Reis*

*Estagiário de jornalismo, sob supervisão de George Brito (DRT-BA 2927) 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *